Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Excelência de dados do INPE é destaque no SBSR

Notícias

Excelência de dados do INPE é destaque no SBSR

Mais de mil citações na literatura científica revisada por pares estão registradas na página do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (PRODES), sistema do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) que mede o desmatamento na região...
publicado: 15/04/2019 11h01 última modificação: 18/04/2019 11h03

Mais de mil citações na literatura científica revisada por pares estão registradas na página do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (PRODES), sistema do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) que mede o desmatamento na região.

"O INPE monitora constantemente a qualidade dos dados e nossos resultados mais recentes indicam um nível de 95% de precisão", informa Claudio Almeida, coordenador do Programa de Monitoramento da Amazônia e Outros Biomas do Instituto.

A tecnologia do INPE para vigiar o desmatamento a partir de satélites é um dos destaques do Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR), que acontece em Santos (SP) até quarta-feira (17/04).

"A citação em periódicos indexados comprova a importância da série histórica do monitoramento, não apenas para a construção das políticas públicas na área ambiental, mas também como insumo para trabalhos científicos de impacto, em diversas áreas do conhecimento", diz Lubia Vinhas, coordenadora de Observação da Terra do INPE. "A transparência e a consistência da metodologia do PRODES são reconhecidas internacionalmente".

O PRODES foi lançado em 1988 para cálculo da taxa anual de desmatamento por corte raso na Amazônia Legal Brasileira. É destinado a prover informações para orientar políticas públicas e, também, a todos os interessados na sustentabilidade da floresta.

Considerado o maior programa de acompanhamento de florestas do mundo, por cobrir 4 milhões de km² todos os anos, o sistema do INPE garante dados para ações de controle do desmatamento, que irão proteger a biodiversidade e frear alterações no clima.

Ao longo dos anos, o INPE tem aperfeiçoado tanto a tecnologia para medir o desmatamento quanto os meios para disponibilizar as informações à sociedade. Durante o SBSR, será lançada a nova versão do portal de disseminação de dados geográficos TerraBrasilis. A ferramenta reúne dados do PRODES Amazônia e PRODES Cerrado e, ainda, dos alertas de desmatamento gerados pelo sistema DETER para ambos os biomas.