Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pesquisador do INPE recebe comenda da Ordem do Mérito Cartográfico

Notícias

Pesquisador do INPE recebe comenda da Ordem do Mérito Cartográfico

Por unanimidade, Waldir Renato Paradella foi admitido na Ordem do Mérito Cartográfico em reconhecimento ao seu trabalho para mapear a Amazônia com imagens orbitais, especialmente dados de radar, que realiza desde que ingressou no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em 1974. Concedida pela Sociedade Brasileira de ...
publicado: 22/10/2018 10h06 última modificação: 22/10/2018 10h06

Por unanimidade, Waldir Renato Paradella foi admitido na Ordem do Mérito Cartográfico em reconhecimento ao seu trabalho para mapear a Amazônia com imagens orbitais, especialmente dados de radar, que realiza desde que ingressou no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em 1974.

Concedida pela Sociedade Brasileira de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto (SBC), a comenda será entregue no dia 9 de novembro nas instalações do 5º Centro de Geoinformação do Exército, na cidade do Rio de Janeiro.

Mestre em Sensoriamento Remoto pelo INPE e doutor em Geologia Geral e Aplicações pela Universidade de São Paulo, Paradella realizou pós-doutorado sobre imagens de radar de abertura sintética (SAR) no Canadá. Desde 1980, atua na formação de mestres e doutores no Programa de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto do INPE.

Paradella atua nas áreas de sensoriamento remoto geológico (espectro óptico e microondas) e aplicação de dados SAR em geologia, cartografia e geomorfologia na Amazônia. Realizou mapeamentos geológicos e pesquisa mineral com sensores remotos e aerogeofísica em Carajás (Pará) e no Vale do Curaçá (Bahia), cartografia por estereoscopia SAR (radargrametria) na Amazônia e no semiárido brasileiro.

Representou o Brasil, na área de Geociências, em diversos programas internacionais de satélites, como SPOT-1 (França, 1985-1988), RADARSAT-1 (Canadá, 1997-2002), ALOS-PALSAR (Japão, 2001- 2011), TerraSAR-X (Alemanha, 2007- 2015) e RADARSAT-2 (Canadá, 2006 - 2011). É membro titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (ACIESP) desde setembro de 2012.