Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Prêmio CAPES destaca teses do INPE em Geociências e Ciências Ambientais

Notícias

Prêmio CAPES destaca teses do INPE em Geociências e Ciências Ambientais

Recebeu menção honrosa o trabalho de Matheus Pinheiro Ferreira, ex-aluno PGSER. Sob o título "Detecção de Espécies Arbóreas em Floresta Estacional Semidecidual por Sensoriamento Remoto Hiperespectral e Modelagem de Transferência Radiativa", a tese foi orientada por Yosio ...
publicado: 02/10/2018 15h55 última modificação: 02/10/2018 16h01

Micael Amore Cecchini é o vencedor do Prêmio CAPES de Tese 2018 na área de Geociências. Orientado por Luiz Augusto Toledo Machado, do Programa de Pós-Graduação em Meteorologia do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Cecchini desenvolveu o trabalho "Aerosol and Thermodynamic Effects on the Formation and Evolution of Amazonian Clouds as Observed from Aircraft Measurements".

Ainda na área de Geociências, recebeu menção honrosa o trabalho de Matheus Pinheiro Ferreira. Sob o título "Detecção de Espécies Arbóreas em Floresta Estacional Semidecidual por Sensoriamento Remoto Hiperespectral e Modelagem de Transferência Radiativa", a tese foi orientada por Yosio Edemir Shimabukuro e Carlos Roberto de Souza Filho, do Programa de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto do INPE.

Na área de Ciências Ambientais, recebeu menção honrosa a tese de Ana Paula Paes dos Santos. Intitulada "Eventos Extremos de Descargas Atmosféricas no Estado de São Paulo: Casos Observados e Cenários Futuros", o trabalho teve a orientação de Osmar Pinto Junior e Everaldo Barreiros de Souza, do Programa de Pós-Graduação em Ciência do Sistema Terrestre do INPE.

Criado em 2005, o Prêmio CAPES de Tese é oferecido anualmente às melhores teses de doutorado de cada uma das áreas do conhecimento. Os critérios de premiação consideram a originalidade do trabalho, sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação, além da valorização dada pelo sistema educacional ao candidato.

Os atuais vencedores foram anunciados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) nesta segunda-feira (01/10) e o resultado se refere às melhores teses de doutorado defendidas em 2017.

Além dos 42 trabalhos selecionados para receber o prêmio, também foram anunciadas as 81 teses agraciadas com menção honrosa. A cerimônia de entrega dos prêmios será no dia 13 de dezembro, em Brasília. 

Confira aqui os vencedores do Prêmio CAPES de Tese 2018.

Aqui, os premiados com Menção Honrosa.

 

Pós-graduação no INPE

Até 30 de outubro, estão abertas as inscrições para mestrado e doutorado no INPE, que oferece cursos nas áreas de Geofísica Espacial, Meteorologia, Sensoriamento Remoto, Engenharia e Tecnologia Espacial, Astrofísica, Computação Aplicada e Ciência do Sistema Terrestre. 

Recentemente, o INPE foi selecionado para o Programa Institucional de Internacionalização (PrInt) da CAPES. Isto facilitará que seus cursos de pós-graduação promovam trabalhos fora do país e, também, recebam recursos para manutenção de projetos, bolsas no exterior (doutorado sanduíche, professor visitante júnior e sênior e capacitação em cursos de curta duração) e no Brasil (Jovem Talento, Professor Visitante e Pós-Doutorado).

Gratuita, a pós-graduação do INPE oferece bolsas de estudos do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da própria CAPES. Também há possibilidade de solicitação de bolsas à Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e outros órgãos públicos e privados.

Os cursos de pós-graduação do INPE foram instituídos gradativamente a partir de 1968, com o objetivo de formar recursos humanos altamente qualificados nas áreas de atuação do Instituto, fundado em 1961. Nestes 50 anos, o INPE formou aproximadamente duzentos doutores e mais de mil mestres.

Mais informações: www.inpe.br/pos_graduacao